Freenet expande o seu poder de compra da Apple com a Restore

A fim de se destacar ainda mais como revendedor Premium da Apple, a Freenet adquiriu uma grande parte das lojas Restore. Estes chamar-se-ão em breve Gravis.

Freenet adquiriu a loja Gravis da Apple no final de 2012, e agora a operadora móvel, proprietária das marcas Mobilcom e Debitel, está a adquirir 12 das 14 lojas Restore. De acordo com o fornecedor, as outras duas lojas não eram interessantes em termos de localização.

Com a compra, o Grupo Freenet, que quer desenvolver-se cada vez mais na direcção de um fornecedor de estilo de vida digital, está a alargar a sua presença como uma cadeia de retalho Apple. As novas lojas também irão operar sob o nome Gravis no futuro. Em termos de conteúdo, as novas lojas irão focar-se na comercialização de produtos Apple e acessórios de estilo de vida digital de alta qualidade e também oferecer serviços como formação individual com produtos Apple e aceitação de reparações.

As partes concordaram em não divulgar o preço de compra. A aquisição está sujeita à habitual aprovação antitrust. Espera-se que a transação feche até o final do mês.

Crescimento mais rápido

"As lojas Restore se encaixam perfeitamente em nossa rede de lojas existentes. A aquisição dá-nos a oportunidade de crescer mais rapidamente e fornecer aos clientes os melhores conselhos sobre os produtos Apple em ainda mais locais, além de lhes oferecer o nosso atraente portfólio de estilo de vida digital. Queremos ser o número um no estilo de vida digital na Alemanha e com esta aquisição estamos nos posicionando ainda mais amplamente, garantindo assim o crescimento da empresa a longo prazo", explica o CEO da Gravis Jochen Otterbach.

Com a venda das lojas alemãs, a Restore quer se concentrar mais em suas atividades na Rússia e na Escandinávia no futuro.

"Na Restore, encontramos uma empresa economicamente saudável e funcionários muito bem treinados. É por isso que queremos continuar a contar com o know-how e assumir todo o pessoal de vendas nos locais", diz Jochen Otterbach. □

Deixe um comentário